Seja bem-vindo

27 de dezembro de 2006

E assim foi mais um ano....


Embora com muito frio e sem missa do galo, uma vez mais o madeiro serviu para aquecer o pessoal que se aproximou. Devo dizer que, ao contrário de outros anos, não se juntou muita gente ao madeiro. O facto de este ano não ter havido missa do galo, contribuiu para que o pessoal ficasse em casa trocando assim o calor do madeiro. Vamos esperar para que o próximo ano haja missa do galo.

Votos de boas saídas e melhores entradas em 2007.

xxCucoxx

5 de dezembro de 2006

Que se afinem as gargantas para cantar ao Menino Jesus


Que se afinem as gargantas para canta ao Menino Jesus pois já temos madeiro nos aquecer na noite de Natal. Mais uma tradição se mantem. Todos os anos, numa das longas noites de Dezembro de cada ano, a malta nova e mais alguns, se juntam e coordenam a recolha de grandes tronos de àrvore para que sejam reunidas no adro da igreja. Na noite de Naltal, esta pilha de lenha é ateada para aquecer todos aqueles que se aproximam dela quando se deslocam (ou não) para a celebração da Missa do Galo.

De louvar a inicialtiva de mais ano que não deixou cair a tradição que se remota há anos sem fim.....

PARABÉNS aos intervenientes pelo madeiro conseguido.

Vamos lá estar.......por mais um ano.

xx Cuco xx

15 de novembro de 2006

A tradição mantem-se....

Uma vez mais a tradição fez-se cumprir. Todos os anos, por estas alturas, as senhoras fazem uma caminhada junto à igreja para recolher os seus pertentes. Trata-se de vasos com flores. A tradição diz que os rapazes que vão "a dar o número", nessa noite, deverão encantar o adro da igreja com os vasos de flores que são "roubados" das casas onde moram raparigas solteiras. Ora bem, hoje já não é assim, pois as raparigas já não são tantas que limitem a recolha dos vasos nas casas onde moram. Por isso, todos os vasos que estejam "à mão", vão parar ao adro da igreja. No antigamente, pagava-se a uma pessoa que trata-se das flores durante todo o periodo em que os que iam "dar o número" por lá andavam, o que podia chegar a uma semana. refiro-me aos rapazes que iam prestar provas para fazer a tropa.

Para quem não conhece, garanto-vos que é muito giro observar o adro da igreja com todas aquelas flores que, chega-se ao ponto, de não saber a quem possam pertencer.

Trata-se de mais um episódio que, concerteza, a todos nós tráz saudade dos tempos de juventude.......

Bjs e abraços não esquecendo de que, aguardo novidades para divulgar.

Bem Haja ao meu irmão pela foto.

Até um dia desdes...

xx Cuco xx

1 de novembro de 2006

O COBRÃO - Curiosidade

O cobrão é o nome que o povo dá a uma doença de pele caracterizada pelo aparecimento de pequenas vesículas que surgem, segundo a a crença, devido à circunstância das roupas interiores, quando se encontram a secar, terem estado em contacto com qualquer bicho peçonhento: cobra, osga, lagarto ou lagartixa, bichos esses que nelas deixaram, como se diz em Louriçal do Campo, o seu rastejo. É o veneno contido nesse rasto que, em contacto com a pele, desencadeia a doença.Para curar o doente repetia-se esta fórmula:

Rezado em cruz sete vezes:

Aqui te benzi, aqui te torne a benzer
Para que não cresças, nem inverdeças,
Nem juntes o rabo com a cabeça .

Depois a curandeira pega numa réstea de alhos e desenrola-se entre ela e o doente o diálogo seguinte:

Curandeiro: - Tu tens um cobrão?
Doente: - Ou terei ou não.
Curandeiro: - Corta-lhe a cabeça
Doente: - Corta tu ou não
Curandeiro: - Tu tens um cobrão?
Doente: - Ou terei ou não.
Curandeiro: - Corta-lhe o meio
Doente: - Corta tu ou não
Curandeiro: - Tu tens um cobrão?
Doente: - Ou terei ou não.
Curandeiro: - Corta-lhe o rabo
Doente: - Corta tu ou não

Por fim, queima-se a réstea de alhos e bota-se primeiro mel sobre a parte infectada e, em seguida, a cinza das résteas, para secar o mal.
Esta fórmula oferece a originalidade de apresentar estrutura em diálogo entre a rezadeira e a pessoa doente. Nesse diálogo, dois pormenores existem que se devem ser revelados: a primeira frase " tu tens um cobrão?" e a repetição quase contínua e exaustiva de "corta-lhe". A primeira frase patenteia o costume de se invocar o nome da doença no início da fórmula libertadora; e incidência repetitiva que surge no diálogo em relação a "corta-lhe" reside no facto de ser esta palavra forte, isto é, a palavra através da qual a rezadeira liberta a pessoa do mal que a aflige, a palavra que corta um laço que liga a pessoa à doença.O número de vezes necessário para eficácia das palavras é de sete. O gesto enfeitiçante é o sinal da cruz: ao fazer-se a cruz sobre qualquer coisa atraem-se as forças mágicas dos quatro pontos cósmicos, ideia reforçada pelo facto de o sentido esquerda – direita, ao qual o sinal da cruz obedece, representar simbolicamente o passar da morte à vida.A utilização do mel e das cinzas das résteas de alho, em conjunto com a fórmula libertadora, mostra nesta versão de Louriçal do Campo, uma dupla intenção: a de desligar a pessoa do mal, por um lado, e a de curar, por outro com o auxílio do mel e das cinzas das palhas de alho.

Comprar e Vender em Louriçal do Campo......

Bom Dia a Todos,

Após algum tempo, cá estamos novamente. A razão da minha ausencia temporária, prende-se ao facto de não ter noticias sujeitas a narração ou divulgação. Neste sentido, uma vez mais, solicito a todos os interessados, que me façam chegar peças, relatos, enfim, tudo o que seja possivel de divulgação. Embora não pareça, há sempre alguém interessado naquilo que alguém não dá interesse. A não esquecer que este blog foi criado com o objectivo de dar a conhecer / promover a nossa terra, por isso, agradeço desde já a vossa contribuição.

Bem, hoje temos uma noticia a dar. Encontra-se disponivel um site em que podes vender e comprar imóveis na terra. Pois bem, para isso basta seguires o enderesso abaixo e, caso estejas interessado, força!!!

Embora, esteja por de trás uma imobiliária, esta noticia não tem qualquer objectivo de divulgar a mesma, mas sim sempre o de promover a nossa terra que, neste caso, a compra e venda de imoveis

http://www.remax.pt/PubScripts/InternetSearch.asp?ComRes=Res&Lang=PTG

Bons negócios e até breve....

PS: Bem Haja a todos pelas visitas feitas a este blog.

xCucox

6 de setembro de 2006

Uma vez mais "Fieis" à Festa de S.Fiel 2006 (5)


São estes e muitos mais que contribuem para que a Festa de S.Fiel continue....

Uma vez mais "Fieis" à Festa de S.Fiel 2006 (4)


O "Passarinho" também toca bem mas só com os copos... :-)



Uma vez mais "Fieis" à Festa de S.Fiel 2006 (3)

Só Mai Uma.....

Uma vez mais "Fieis" à Festa de S.Fiel 2006 (2)

UHF com a sua "Rua do Carmo"...

Uma vez mais "Fieis" à Festa de S.Fiel 2006 (1)


Banda de Lourila do Campo no seu melhor. Obrigado ao Mestre Sr. Joaquim Cabral.

14 de agosto de 2006

Já temos conta no hi5.....Junta-te.



Cá está o que faltava. Um espaço que pretende reunir todos aqueles a que Louriçal do Campo diz respeito.

Um pedido de desculpas ao autor da ideia, mas que pelas razões óbvias, o "rabisco" teve de acontecer. Sorry 2x. Espero que não leves a mal.

Para quem não consiga vizualizar correctamente, cá vai o endereço: http://www.hi5.com/friend/group/displayTopic.do?topicId=2170665&groupId=1143470


Bjs e Abraços.

xxCucoxx



21 de junho de 2006

Dia de Corpo de Deus na aldeia


Boas....

Mais um ano que, em Louriçal do Campo, se comemorou o dia de Corpo de Deus com a celebração da Primeira Comunhão dos miúdos da aldeia.

Trata-se de uma festa muito modesta que a seguir à missa, é feita uma procissão pela rua principal da aldeia, que por curiosidade, são colocadas flores de rosmaninho no chão dessas ruas. Flores??? Porquê??. Sinceramente, não sei qual o seu significado, mas uma coisa é certa, É GIRO.

De seguida é dado um concerto pela Banda Filarmónica na praça da aldeia (como referência, junto do café da Fernanda :)) ) que de seguida, é feito um leilão das oferendas dos habitantes e, a festa termina quando se acabarem as oferendas.

Por hoje, vamos ficar por aqui. Voltarei, em breve, com mais registos.

Bjs e Abraços

Cuco :)



12 de junho de 2006

Louriçal do Campo by NASA


Cá estamos nós mais uma vez.

Até a NASA reconhece a nossa aldeia. Não é para todos.....

Bjs e Abç para todos.

Brazão de Louriçal do Campo

Boa Noite,

Não sei se conheciam (eu não), mas cá está o brazão da nossa fregueia. Fico contente por saber que até uma "coisa" destas existe para símbolo da nossa aldeia.

Com estas e com outras, acho que se está a tentar cumprir o objectivo deste blog, tentar promover a nossa aldeia, que aos pouquinhos, as pessoas começam a manifestar interessar por isto.

Enfim, como tudo, as coisas começam assim !!

Penso que vamos no bom caminho.

Bjs e Abr para todos.



10 de junho de 2006

LOURIÇAL DO CAMPO, Bela terra do Interior....

Bom tarde a todos.

Embora o tempo que tenho para estas coisas seja nenhum, mas é sempre com o maior agrado que me recordo dos bons tempos de infância que passei nesta belissima terra do interior.

Fico contente de saber que já há mais alguem (e lá da terra) a querer desenvolver medidas para dar a conhecer as novidades que ocorrem na terra. Acho bem e, dou força para que isso aconteça. Quem lá está deverá sentir o orgulho de ser "cuco" e de se lembrar que quem também o é mas, por forças de outra ordem, não poderá estar aí.

Eu por aqui, mesmo ausente, vou começar a divulgar algumas news que me cheguem aos ouvidos.

Meus amigos, por hoje fico por aqui, mas prometo voltar à carga...

Bjs e Abraços.