Seja bem-vindo

23 de dezembro de 2010

Natal com muito frio e chuva

O Instituto de Meteorologia salienta que o estado do tempo no território português, pelo menos até ao final de terça-feira, dia 21, será influenciado por uma depressão à qual estarão associadas várias linhas de instabilidade.

Está prevista a ocorrência de precipitação forte nas Regiões a Sul do Sistema Montanhoso Montejunto-Estrela e durante a noite nas regiões a norte deste sistema.

O vento vai soprar forte nas Terras Altas a norte do Sistema Montanhoso Montejunto-Estrela, e forte a muito forte, com rajadas até 90 km/h, nas Terras Altas a sul deste sistema.

De acordo com esta mesma fonte, da antevisão do estado do tempo até ao fim de semana do Natal, salienta-se o seguinte: dias 22 e 23 de Dezembro, prevê-se a ocorrência de precipitação fraca.

Descida significativa das temperaturas. Possibilidade de queda de neve, em cotas provavelmente abaixo dos 600 metros, durante a noite, em especial no interior da região Norte da região Centro, nos distritos de Bragança, Viseu, Guarda e Castelo Branco.

Já nos dias 23 e 24 Dezembro, prevê-se a continuação dos dias muito frios.
De 24 a 26 Dezembro, a precipitação será fraca mas persistente, em especial nas regiões do Norte e Centro, a partir da tarde de 24.

Face a esta previsão das condições meteorológicas devem ser observados os efeitos expectáveis e medidas de auto-protecção.

Por isso, a Autoridade Nacional de Protecção Civil recomenda a tomada de algumas medidas de precaução, relativamente ao piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água; à possibilidade de cheias rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem; e danos em estruturas montadas ou suspensas.

Neste sentido, a ANPC recomenda a tomada de medidas de prevenção e precaução.
Os cidadãos devem estar atentos às informações do Instituto de Meteorologia e às indicações da Protecção Civil e Forças de Segurança, mantendo-se atentos à situação.

Será fundamental desobstruir os sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objectos que possam ser arrastados ou criem obstáculo ao livre escoamento das águas.

Devem ser tidos, ainda cuidados com o aquecimento do lar, nomeadamente, sendo importante uma adequada ventilação quando se utiliza braseiras ou, no caso do uso de lareiras, a utilização de um resguardo próprio para evitar que qualquer faúlha salte para o exterior.

Fonte:http://www.reconquista.pt/noticia.asp?idEdicao=262&id=25111&idSeccao=2926&Action=noticia

Sem comentários: