Seja bem-vindo

22 de agosto de 2011

Hoje estou triste, por Louriçal do Campo

Hoje pela manhã, levantei-me bem cedo e fui dar uma volta. Desta vez, pelas imediações do Colégio de S. Fiel, o que me deixou bem triste. O abandono e desrespeito pelos feitos dos mais velhos é uma evidência bem notória para quem esteja minimamente atento.

Um dos cartões de visita à piscina de S. Fiel não passa de uma vergonha. Os excedentes das águas da piscina, no passado, sempre foram reaproveitados para dar cor de água límpida ao tanque situado nas entradas do espaço de lazer. Para quem nada entende de assuntos hídricos e para quem já viu no passado o tratamento destas águas, brevemente conclui que nada é feito para o enriquecimento deste espaço. Ora vejam.



No mesmo espaço, imaginem que queremos comer uma bela merenda. Que mesa escolher para estender a toalha?? Cada mesa, uma pior que outra em termos de conservação. Ora vejam.



Um pouco mais acima, o campo de futebol que já se encontra de "cara lavada", para que seja realizado o jogo de futebol "solteiros-casados" na segunda-feira das festas de S. Fiel. Ok, que seja limpo uma vez por ano, o que nestas alturas festivas até se entende.

O que não se compreende, é a existência de uma árvore que, por alguns anos a esta data, se encontra derrubada sem que seja, ao menos, cortada para dar lugar a uma outra, se assim for o objectivo de criar sombra. 




Para terminar, ora digam lá se por acaso nesta rotunda que, pela sua localização geográfica, dá as "Boas Vindas" aos que nos visitam, não ficaria bem um pequeno jardim de flores (daquelas que não carecem de rega frequente)? Bem sei que a árvore actualmente existente, já se encontrava neste local, aquando da construção da rotunda, mas há sempre forma de minimizar o impacto já existente (pelo menos, aos mais atentos). É meramente uma forma diferente de ver as coisas.




Não se tratam de críticas, porque como não residente, não tenho lugar a elas. Contudo, como visitante, nada mais a acrescentar..... Na minha mais simples observação sobre o que visitei, o sentimento de tristeza prevalece com alguma mágoa, porque o Povo de Louriçal do Campo, a meu ver, merece mais do que a falta de atenção que lhe está a ser dada pelas entidades competentes e que, por isso, são responsáveis pelos feitos ou desfeitos.

Entenda-se este documentário como uma forma diferente de constactar factos e uma sugestão para o que poderá, ou não, ser melhorado e conservado.

xxcucoxx

2 comentários:

Joana disse...

É muito triste ver o envelhecimento desta aldeia tão linda! Com tanto potencial é mesmo pena ninguém fazer nada por esta terra.
O Colégio dava uma óptimo hotel rural e aposto que o investimento teria um rápido retorno...

Domingues disse...

Muitas das vezes o problema de toda esta situação passa por falta de vontade de todos nós para tomar um pequeno gesto, se todos fizermos um pouco no final muito foi feito.

Não quero apontar dedos, longe disso, mas deixar uma pequena nota para reflexão do assunto.

Cumprimentos.