Seja bem-vindo

30 de agosto de 2011

Rescaldo dos festejos de S. Fiel 2011

Hoje em dia, dizer que vamos à festa de S. Fiel, é um acto banal de ano para ano. Contudo, esquecemo-nos que por trás de tudo isto, existe uma história que marca os anos passados até aos de hoje. Então assim sendo, e se me permitem, vamos a um pouco de história.

Contam os mais velhos que, desde que se lembram, e até cerca dos anos de 1930 (?), as festas de S.Fiel e Sto António eram realizadas no adro da igreja. Lá vão os anos de 1940, que por consideração ao Dr José Ramos Preto, as mesmas começaram a ser realizadas nas imediações da sua casa, mais propriamente à frente da Capela Sra da Conceição (aqui o coreto das festas) mas também na praça da aldeia (logo ali perto).

Só mais tarde e porque as condições de realização obedeciam a um novo espaço de convív io mais alargado, os festejos passaram a ser realizados no largo da junto da Casa da Música (o mais conhecido como "nos Cabeços"). Um espaço novo e novas condições de armezanamento e outros. Aqui, deveriam estar a decorrer os anos 1960 (?).

Mais de 40 anos aqui se realizaram os festejos em honra de S. Fiel e Sto António até que, no inesperado ano de 2003, e com o surgimento de um novo espaço, agora o mais conhecido como "Expo", situado no acesso principal a Louriçal do Campo, os festejos passaram aqui a ser realizados até á presente data.

Pela conjugação espacial das suas origens, estes festejos quase que se realizam no espaço onde tudo nasceu, o que dá que pensar aos mais atentos...

Todos os anos, no 4º fim-de-semana de Agosto, muitos filhos da aldeia regressam para estarem junto dos seus e sobretudo, para reviver e relembrar momentos passados com os amigos que, por via das circunstâncias, só se revêem uma vez por ano e nesta altura. Para os que conseguem, umas férias bem merecidas, por aqui também se passam bem nestas alturas do ano.

Hoje, os festejos continuam a ter o mesmo carisma de sempre. Desde a procissão de S. Fiel, a alvora abrilhantada pela famosa Banda Filarmónica da nossa terra e alvora de foguetes (que ninguém gosta de perder), tudo e todos gostam de manter a tradição dos anos passados. A presença de todos no lugar dos Cabeços enquanto os foguetes rebentam no ar, continua a ser um dos pontos mais altos dos festejos. A meu ver, o que é bom porque, desta feita, conseguiremos transmitir aos nossos filhos, o que nós somos e fomos não esquecendo os antepassados.

Para concluir e porque também já estou com sono (já lá vão 3:18horas da matina), vou deixar aqui alguns testemunhos, alguns deles com mais de 20 anos, nomeadamente, a alvorada por parte da Banda Filarmónica de Louriçal do Campo. Os restantes, são registos deste ano.





video










Cumprimentos a todos,

xxcucoxx

3 comentários:

Anónimo disse...

obrigada pelas noticias fresquinhas.
Antonia

Domingues disse...

Excelente trabalho.
Creio que parte dos louriçalenses não têm conhecimento de todo este percurso histórico, aqui vieste deixar um pequeno cheirinho de toda a longa história desta bela aldeia.

Os meus parabéns e felicitações.

xx Cuco xx disse...

As festas anuais são sempre motivo de alegria entre familiares e amigos. Mais um ano se passou com muita tranquilidade e animação. Agradecimentos soa participantes e nunca se rendem a tal evento. Abraços.