Seja bem-vindo

18 de março de 2012

Falta de Vontade? Não sei...



Não é considerada histórica mas, sem dúvida que Louriçal do Campo é uma das mais lindas e belas aldeias de Portugal. A sua localização geográfica, na vertente sul da escarpada Serra da Gardunha, dá-lhe todo o seu valor.

Considere-se que Louriçal do Campo tem uma, senão das mais bonitas entradas que uma aldeia poderia ter. O Santuário da N. Sra de Fátima merece-nos todo o seu acolhimento e respeito quando damos entrada nesta aldeia. Um espaço acolhedor mas que, actualmente, certamente que nenhum nossos antepassados o gostariam de viver. Quero relembrar aqui, os seus bem-feitores que, na década de 40 (anos de 1940) contribuíram de forma activa para a sua construção. O Sr Padre Agostinho, Sr. Manuel Roberto, Sr. Luís Santiago, Sr. Francisco Sequeira (o velho), D. Emília, D. Maria, D. Assunção e Sr. José Cabral e seus filhos.

Ao que parece, advertências entre “pequenos peloiros”, estão na origem do impedimento ao regadio e manutenção das áreas verdes (que quase já não o são) do Santuário. A “fonte luminosa”, chamada água de regadio, está a cerca de 100 metros deste local e, ao que conseguimos apurar, o parecer da “Engenharia local” concluiu que “peso de água” não é o suficiente para que a mesma seja levada ao espaço em questão.

Para quem não sabe, fica desde já a saber que, a água que para ali está direccionada e que neste momento a 100 metros do espaço em foco, passa, toda ela, pelas bombas que alimentam e fazem a circulação de águas na piscina de S. Fiel e que, desde que desviada por mecanismos próprios, (o que é possível), a mesma, é canalizada para o tanque que se situa próximo ginásio, mais conhecido pelo “ginásio de S. Fiel”. Aqui, encontra-se uma outra bomba de água que bombeia a água até ao seu limite mais alargado de canalização existente.

Neste momento, o seu limite, está localizado no “antigo pomar de S. Fiel”, que hoje, pertence a Louriçal do Campo / Castelo Branco, (arredores do Santuário da Nossa Sra. de Fátima). Ora bem, mas afinal onde está o problema? 100 metros de canalização? Ou mais o que? Quando custa 100 metros? Que se expliquem os que se acharem com essa obrigação.
Uma coisa é certa. Aquele espaço está numa "verdadeira vergonha" (com o devido respeito pelo termo) aos olhos do povo de Louriçal do Campo e aos de quem visita esta aldeia que poderia ter mais para dar e não dá.…. (Com o devido respeito aos seus bem-feitores).

Fazemos aqui este reparo com o intúito de alerta e na expectativa de melhoramentos das infraestruturas existentes pois, a experiência que temos tido neste sentido, tem sido positiva.

Este não será tema oportuno para falarmos sob a gestão dos resíduos mas que se aglomeram indevidamente junto aos caixotes do lixo. Tratar-se-á de um outro post muito brevemente.

xxcucoxx

1 comentário:

Anónimo disse...

http://videos.sapo.pt/MlfPrcl4LKGqlsn9JGAR