Seja bem-vindo

22 de maio de 2012

TDT - "Não há sinal"



No passado mês de Abril, demos aqui tema ao impacto da TDT (televisão digital terrestre) junto da população de Louriçal do Campo.

De facto, o processo de transição do sinal analógico para digital, esse “apagão” de que tanto se falava, passou ao lado dos habitantes entretanto munidos e preparados para o efeito.

Passado quase um mês, já não podemos dizer o mesmo. A falha de sinal digital passou a ser uma realidade constante que incomoda a todos nós enquanto tentam acompanhar os programas televisivos.

Louriçal do Campo não é excepção dado que outras tantas Aldeias do interior deste pequeno país, se queixam do mesmo problema.

O descontentamento é geral. Um dos nossos conterrâneos convidou, no passado dia 13 de Maio, o Jornal Reconquista para fazer uma reportagem sobre esta realidade que assombra a população de Louriçal do Campo.

Na sua edição 3453 de 17 de Maio do presente, escreveu o seguinte:

“No 13 de maio nem com um milagre se viu Nossa Senhora de Fátima na televisão. À hora das cerimónias foram muitos os televisores que ficaram a negro, obrigando a uma romaria de casa em casa. Foi o que aconteceu em Louriçal do Campo mas também noutras localidades da região. A culpa, dizem os populares, é da Televisão Digital Terrestre (TDT).”

Fonte: http://www.reconquista.pt

Visitem ainda o vídeo seguinte: http://videos.sapo.pt/p9IZUlLkV9wcdgeYlHy4

A Junta de Freguesia prontificou-se de imediato a registar o descontentamento da população. Ali, estão a ser recolhidas assinaturas para a elaboração de um documento que será enviado ás entidades mais competentes, como forma de protesto.

Sabemos entretanto que a ANACOM (Autoridade Nacional de Comunicações) está a dar como sugestão ao problema, a aquisição do kit DTH (antena parabónica), o que custa cerca de 96 eur.

Paralelamente, sabemos ainda que a concorrência (Zon, Meo,...) estão a sufocar as populações com telefonemas no sentido de vender o seu produto como aproveitamento desta triste realidade.

Perante tal cenário, importa realçar que o sinal digital (TDT) esteve a funcionar na sua plenitude nas primeiras duas semanas de funcionamento. O que nos leva a questionar por que razão e após esse período, o sinal perdeu a sua qualidade. Penso que deveremos aguardar por boas novas porque esta realidade de contestação terá, de certo, o seu impacto e que sua vez, uma solução que dê por terminada esta postura.

É muito grave o que este governo esta a fazer. Está a retirar o direito à tv gratuíta ás populações e de forma indirecta. O sistema de frequência única em todo o território foi escolhido deliberadamente para deixar grandes áreas de população ás escuras e assim serem obrigadas a ir para a tv paga. Este sistema não permite que os transmissores tenham grandes potências para não se interferirem uns aos outros. Em todos os outros países a TDT tem mais que uma frequência. Essa prova é-nos dada pela vasta rede de canais (e sua qualidade) que conseguimos receber da vizinha Espanha.

Em suma, a TDT é sinónimo de uma vergonha nacional e a este governo, a devemos agradecer.

xxcucoxx

1 comentário:

xx cuco xx disse...

"As juntas de freguesias de São Vicente da Beira e Louriçal do Campo, em Castelo Branco, enviaram queixas nas últimas semanas à Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) devido às "falhas constantes" do sinal de TDT, nomeadamente à noite.

Ambas as freguesias ficam situadas na encosta sul da Serra da Gardunha.

De acordo com as queixas enviadas pelo presidente da Junta de Freguesia de São Vicente da Beira, José Prata, à Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom), o sinal de televisão digital terrestre (TDT) falha "sobretudo à noite".

O sinal "desaparece frequentemente entre as 21:00 e as 00:00 e só regressa no outro dia, a meio da manhã", sublinha António José, morador na freguesia, que também já enviou queixas à Anacom e à Portugal Telecom, operadora da rede de TDT.

Tal como nas respostas à junta de freguesia, a Anacom "refere que está a tentar resolver o assunto junto da operadora", enquanto da parte da PT "referem que o caso está em análise".

No caso da freguesia vizinha do Louriçal do Campo, a presidente da junta, Paula Reis, refere que até quem instalou parabólica para receber a TDT não pode ver televisão.

Numa reclamação dirigida à Anacom e à Associação de Defesa do Consumidor (DECO), entre outras entidades, a autarca diz que as reclamações se multiplicam: "Apesar de terem adquirido retransmissor e parabólica, muitas vezes a qualidade de transmissão é muito deficiente, se não mesmo inexistente".

Segundo a autarca, "a intervenção das entidades competentes é urgente" e é esperada uma "visita prometida por parte da Portugal Telecom" para resolver os problemas."

Fonte: http://www.diariodigitalcastelobranco.pt/detalhe.php?id=7680

xxcucoxx