Seja bem-vindo

29 de maio de 2014

Regulamentação da Paisagem Protegida - Serra da Gardunha -


Mapa do limite da área de paisagem protegida
Fonte: http://www.cm-castelobranco.pt/pdf/avisos/regulamento_apsg.pdf


O Regulamento da Paisagem Protegida Regional da Serra da Gardunha, um projeto conjunto dos municípios do Fundão e de Castelo Branco, foi publicado em Diário da República (DR) no passado dia 16 de Maio do presente e entrará em vigor dentro de 15 dias.

O novo regulamento, que reconhece a Serra da Gardunha como área de paisagem protegida, estabelece um conjunto de regras relativas à gestão e aproveitamento do espaço, tarefa que ficará a cargo da Agência de Desenvolvimento Gardunha 21 (ADG21) e que permitirá uma gestão "mais próxima" daquele espaço.

Para melhor conhecer o enquadramento deste regulamento, consultem, por favor:
https://dre.pt/pdf2sdip/2014/05/094000000/1285412858.pdf

xxcucoxx

Dia da Espiga



O Dia da espiga ou Quinta-feira da espiga é uma celebração portuguesa que ocorre no dia da Quinta-feira da Ascensão com um passeio matinal, em que se colhe espigas de vários cereais, flores campestres e raminhos de oliveira para formar um r...amo, a que se chama de espiga.

Segundo a tradição, o ramo deve ser colocado por detrás da porta de entrada, e só deve ser substituído por um novo no dia da espiga do ano seguinte.

As várias plantas que compõem a espiga têm um valor simbólico profano e um valor religioso.

Crê-se que este costume, com mais incidência nas regiões a sul de Portugal, tenha as suas raízes num antigo ritual cristão que consistia na bênção dos primeiros frutos, mas as suas características fazem-nos adivinhar origens bem mais remotas, muito provavelmente em antigas tradições pagãs naturalmente associadas às festas consagradas à deusa Flora que ocorriam por esta altura e a que a tradição dos maios e das maias também não é alheia.

É crença do povo que a espiga apanhada na quinta-feira da Ascensão proporciona felicidade e abundância no lar. Aliás, a espiga de trigo propriamente dita representa a abundância de pão, o ramo de oliveira simboliza a paz, as flores amarelas e brancas respetivamente o ouro e a prata que significam a fartura e a prosperidade.

Noutros tempos, era costume na cidade, as moças que estavam de criadas de servir, ainda arreigadas a antigas usanças das suas terras de origem, pedirem às patroas para que lhes concedessem licença nesse dia para irem apanhar a espiga... Não raras as vezes, um bom pretexto para irem ao encontro do namorico, pois quase sempre apenas tinham permissão de folga ao domingo. Aliás, devido em grande medida à liberdade que a festa proporcionava aos jovens nesse dia, a apanha da espiga adquiriu bem depressa um sentido mais malicioso sempre que as pessoas a ela se referem.

Atualmente, algumas ruas de Lisboa enchem-se de vendedeiras de ramos de espigas, as quais são cada vez mais solicitadas inclusivamente por pessoas cujas raízes culturais já nada tem a ver com tais costumes mais próprios do meio rural. Provavelmente, atraídas pela beleza com que se apresentam os ramos. Em todo o caso, procurando cumprir um ritual que ajuda a preservar uma tradição!

A simbologia por detrás das plantas que formam o ramo de espiga:

Espiga – pão;
Malmequer – ouro e prata;
Papoila – amor e vida;
Oliveira – azeite e paz; luz;
Videira – vinho e alegria e;
Alecrim – saúde e força.

Tenham um feliz dia da espiga.

xxcucoxx

21 de maio de 2014

Levadas do Ocreza - Uma visita aos nossos antepassados


A Freguesia de Louriçal do Campo, localizada na vertente Sul da Serra da Gardunha, Concelho de Castelo Branco, cujos património, paisagem, biodiversidade e modo de vida do seu povo – de agora e de outrora – convertem esta freguesia numa das mais privilegiadas da região, principalmente para quem procura o contacto genuíno com a Natureza e com o Mundo Rural. 

Neste sentido, tem todo o prazer em realizar, no fim de semana 30 de maio a 1 de junho, o Evento “Levadas do Ocreza – Feira dos Moleiros”. Ao longo do fim de semana, os visitantes irão desfrutar de um vasto programa de atividades que aliam a tradição ao progresso. 

O evento promete encher-se de cor, música, animação e surpresas. Para além da “Feira dos Moleiros”, onde poderão encontrar Artesanato e Gastronomia Regional, os nossos visitantes terão oportunidade de participar nas várias atividades que vão decorrendo, como “Passeio Pedestre – Rota Interpretativa do Ocreza e da Gardunha”, ”Passeio de BTT”, Jogos Tradicionais, Gincanas e um Peddy Paper em torno da história e tradições da Freguesia. 

Os visitantes são convidados a participar no “Concurso de um Slogan”, cujo mote será “Louriçal do Campo”, Concurso Fotográfico “O Ocreza das Levadas, Caminhos de Vida e Tradição” e Concurso de Pastelaria “Frutos Vermelhos”, cujos funcionamento e regulamento serão explicados pela organização do evento na receção aos participantes. 

Esta iniciativa é uma organização conjunta da Junta de Freguesia, da CantardeCuco – Associação dos Amigos de Louriçal do Campo, Centro de Dia e Social de São Bento, com o apoio do Município de Castelo Branco, Associação de Compartes de Louriçal do Campo – Sapadores Florestais, Casa da Tapada da Renda – Lar de Infância e Juventude Especializado e Sociedade Filarmónica de Louriçal do Campo. 

Agradecemos a sua divulgação, cujo programa anexamos. Para qualquer esclarecimento, estamos ao dispor. Na expetativa de podermos contar com a Vossa presença, com os nossos melhores cumprimentos,

P´la Organização Pedro João M. Serra (Presidente da Junta de Freguesia de Louriçal do Campo).

Por: https://www.facebook.com/pages/CantardeCuco-Associa%C3%A7%C3%A3o-de-Amigos-de-Louri%C3%A7al-do-Campo/461616420634221?fref=ts

xxcucoxx

Festa do S.L.Benfica - Louriçal do Campo



Louriçal do Campo tem sido palco de muitas iniciativas que, culturalmente, têm permitido a confraternização dos habitantes da aldeia mas também dos que a visitam. Óra aqui está, mais um evento que convida a participação dos adeptos e simpatizantes (e outros), neste caso, do S.L.Benfica.

Sem dúvida, uma época em grande e, que por isso, merece um dia em festa. Este ano, as condições de ingresso foram alteradas também em consideração aos dias que se atravessam. O preçário deixou de ser por conta dos golos marcados na época, para um preço único por participante. Crianças até 12 anos, será grátis a sua inscrição.

As refeições ficam a cargo da belíssima equipa de trabalho do Centro de Dia de S. Bento que, de certo, proporcionará o requinte que a todos já nos habituaram.

Para terminar, um agradecimento especial à organização do evento.

Aparece e trás um amigo também. De certo que irás gostar.

xxcucoxx