Seja bem-vindo

8 de junho de 2015

Lavando no Rio Ocreza



Muito aqui já se escreveu da importância do Rio Ocreza na vida das pessoas que escolheram a sua companhia para se estabelecerem mas também, para o sustento das suas famílias. Das várias azenhas que ali, estratégicamente foram construídas, para o aproveitamento da força das águas que, por extensas levadas deram vida às grandes rodas de granito na moagem de cereais que muita fome matou em temos de desgraça. Ainda, da sua importância no regadio de terras baixas e férteis, tais como as do lugar dos Pardieiros e outras, (…).

Falar da sua importância, não seria correcto deixar de parte o seu valor também na higiene das pessoas que por perto viveram. Desde que me lembro, na nossa aldeia, nunca foram intituladas como Lavadeiras as senhoras e donas de casa que ali, aproveitavam a água corrente e cristalinas para lavar as roupas caseiras. Faziam-no de joalheiras para não ferir os joelhos junto ao lavadouro entretanto improvisado com pedras de granito de maior extensão.

Lavando no rio


As longas extensões cobertas de fetos ao largo do leito do rio eram aproveitadas para corar ao sol as roupas brancas, normalmente lençóis.

As crianças faziam-se acompanhar de suas mães. Enquanto estas esfregavam, batiam e torciam a roupa, as crianças brincavam dentro de água e, com a ajuda de pequenos cestos de verga, tentavam apanhar pequenos peixes dos açudes.

Por norma, os açudes eram construídos pelos proprietários de grandes beiradas (terrenos baixos que se estendiam conforme o leito do rio), e serviam para o armazenamento e aproveitamento de água para regadio desses terrenos cuja cultura era de sequeiro, normalmente, milho de maçaroca.

De há muitos anos para cá, (arrisco-me a afirmar que a mais de 30), este episódio na vida das senhoras e donas de casa deixou de fazer parte do seu quotidiano dadas as melhores condições de vida e capacidade monetária na aquisição de maquinaria para o efeito.

Mais haverá para escrever em redor da importância que o Rio Ocreza na vida das pessoas que o viram com outros olhos mas, terá que ficar para a próxima.

xxcucoxx

Sem comentários: