Seja bem-vindo

21 de outubro de 2016

Depois de alguns dias (...)


Ao contrário do que é habitual, estivemos ausentes por algum tempo. É verdade…. Mas, estamos de volta para recuperar o momento perdido mas nunca se perde. Ganha-se…
No decorrer deste período, (cerca de dois meses em relação ao ultimo post onde demos conta do programa de festas de verão de 2016), estivemos presentes e sempre muito activos no que diz respeito à proximidade a Louriçal do Campo. Estivemos com familiares e amigos que, com eles conversámos e convivemos.
Houve também lugar a trabalhos agrícolas tais como limpeza de terrenos pois, o verão foi seco e o risco de incêndio foi eminente.



Limpeza de espaços agrícolas
 
E porque o inverno se aproxima e com ele chega o frio, fomos à lenha para nos aquecermos nas noites frias que, a lareira aceda é uma companhia amiga.



Lenha

Entretanto as uvas amadureceram e fizemos a vindima. Este ano, houve pouca uva, portanto, o vinho também não foi muito. Já está em repouso nas dornas. Dos engaços, fez-se a aguardente e que, da mais fraca, a jeropiga. Está boa…
Estamos em meados de Outubro. A azeitona começa a ter cor de amadurecimento. Alguma dela, até já caiu por se encontrar bichosa ou por doença da oliveira. Está na altura de colher (antes que caia) as mais sãs cor-de-vil para a talha (ou conserva).
Novembro aproxima-se e com ele, é tempo da apanha da azeitona. Este ano não há muita contudo, teremos de dar volta ás oliveiras por pouca que tenham…



Azeitona

"Colheitas de ano bissexto cabem todas num cesto". Este é um proverbio que este ano, (por ser bissexto), se ouve muito falar, principalmente pelos mais velhos. As condições atmosféricas adversas e “fora de tempo”, não ajudaram em nada no que diz respeito a colheitas agrícolas.
xxcucoxx